Língua Portuguesa - Emprego das Classes de Palavras - Substantivo
ACESSE GRATUITAMENTE + DE 290.000 QUESTÕES DE CONCURSOS!
Brasão do Estado de São Paulo

Língua Portuguesa
Emprego das Classes de Palavras
Substantivo


Substantivo: classe de palavras que dá nome aos seres, objetos, qualidades, ações, sentimentos e etc.


Substantivos - Classificação


Substantivo próprio

Aquele que designa um ser específico em toda uma espécie. Exemplos: Brasil, João, Luiz e etc. (oposto de "substantivo comum")

Substantivo comum

O que designa os seres de uma espécie que tem, para todos os seres, propriedades comuns. Exemplos: país, pessoa, sonho, cadeira, cavalo, menina.(oposto de substantivo concreto)

Substantivo comum de dois gêneros

O que forma invariável para os dois gêneros, que podem se distinguir pelo determinante Exemplos: o/a pianista, este/esta estudante, ótimo/ótima guia.

Substantivo de dois gêneros

Ver "substantivo comum de dois gêneros".

Substantivo concreto

O que designa seres que têm existência física concreta. (oposto de "substantivo abstrato")

Substantivo abstrato

Substantivo comum que designa ação, estado ou qualidade, e não seres fisicamente existentes. Exemplos: honestidade, beijo, prazer, beleza, entrada, felicidade, honra, pobreza e etc. (oposto de substantivo concreto)

Substantivo Primitivo

É aquele que dá origem a outras palavras da mesma família. Exemplos: velho, terra e ferro.

Substantivo Derivado

É aquele que foi gerado por outra palavra. Exemplos: velhice, terráqueo e ferreiro.

Substantivo coletivo

O que designa, no singular, um conjunto de elementos de mesma espécie. Exemplos: alcateia, cáfila, quadrilha, matilha e etc.)

Substantivo composto

O que é formado por mais de um vocábulo, para designar apenas um objeto ou ideia. Exemplos: couve-flor, cara de pau e etc.

Substantivo feminino

Aquele que designa seres do gênero feminino.

Substantivo masculino

Aquele que designa seres do gênero masculino.

Substantivo de dois números

Aquele (masculino ou feminino) que tem a mesma forma tanto no singular como no plural. Exemplos: o/os lápis; a/as práxis.

Substantivo de dois gêneros e de dois números

Aquele que tem uma só forma para os dois gêneros, tanto no singular como no plural. Exemplo: o/a/os/as desmancha-prazeres.

Substantivo epiceno

Aquele que designa animal e que tem a mesma forma para macho e fêmea. Exemplos: cobra, avestruz, onça.

Substantivo sobrecomum

Aquele que se refere a seres humanos e que só tem uma forma para ambos os sexos. Exemplos: criança, testemunha, pessoa, criatura, cônjuge.

Substantivos - Flexão em Número (Plural)

Vamos examinar como os substantivos flexionam-se em número, ou seja, singular e plural.

Formação do plural dos substantivos simples

1. Acrescenta-se a desinência "S" aos substantivos terminados em vogal, ditongo oral ou nasal: táxi, táxis; casa, casas; lei, leis; maçã, maçãs; herói, heróis; cama, camas; mão, mãos.

2. Os substantivos terminados em "R", "S", "N" ou "Z" formam plural com o acréscimo de "ES" : mar, mares; colher, colheres; freguês, fregueses; hífen, hifens ou hífenes; cruz, cruzes; giz, gizes, rapaz, rapazes.

3. Os substantivos oxítonos terminados em "IL" trocam-se o "L" pelo "S"; nas paroxítonas trocam-se essa terminação por "EIS" : funil – funis; barril – barris; fuzil – fuzis; projétil – projéteis; réptil – répteis; fóssil – fósseis.

Atenção: as formas, também aceitáveis, projetil e reptil fazem plural da seguinte forma: projetis e reptis.

Observação: nos substantivos paroxítonos ou proparoxítonos não há variação de número: o carro – os carros; um lápis – dois lápis; o pires – os pires; o ônibus – os ônibus.

4. Os substantivos terminados em "X" são invariáveis; a indicação de número depende da concordância de algum determinante: um clímaxalguns clímax; o tóraxos tórax.

5. Nos diminutivos formados pelo acréscimo do sufixo "ZINHO"; forma-se o plural do substantivo primitivo (com posterior supressão do S) e também do sufixo. Exemplos: balãozinho – balõezinhos; anzolzinho – anzoizinhos; florzinha – florezinhas; colarzinho – colarezinhos. Mas, se o substantivo primitivo terminar em "S" ou "Z", acrescenta-se apenas o S após o sufixo. Exemplos ônibus – onibusinhos.

6. A maioria dos substantivos terminados em "ÃO" forma o plural substituindo essa terminação por "ÕES". Pertencem a este grupo os aumentativos: eleição – eleições; leão – leões; opinião – opiniões; vozeirão – vozeirões.

7. Os paroxítonos terminados em "ÃO" e alguns poucos oxítonos e monossílabos formam o plural pelo simples acréscimo de S: sótão – sótãos; grão – grãos; irmão – irmãos; órgão – órgãos; chão – chãos; mão – mãos.

8. Alguns substantivos terminados em "ÃO" formam plural substituindo essa terminação por "ÃES": pão – pães; cão – cães; capitão- capitães; alemão – alemães; tabelião – tabeliães.

Destaque: observe, atentamente, as regras e os exemplos contidos nos itens "7" e "8".

Substantivos - Flexão em Gênero


Substantivos - Flexão em Grau


⇑ TOPO

Copyright © Tecnolegis - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.