ACESSE GRATUITAMENTE + DE 450.000 QUESTÕES DE CONCURSOS!

Informações da Prova Questões por Disciplina Downloads Defensoria Pública do Estado - Mato Grosso - Assistente Administrativo - FGV - Fundação Getúlio Vargas - 2015 - Prova Objetiva

1 -

Sobre o tema “O jogo no Brasil”, uma leitora do jornal O Globo escreveu o seguinte: “Não entendo por que não se legaliza o jogo no Brasil. Todos os países que têm o jogo reconhecido, além de arrecadarem uma fortuna em impostos, dão emprego a muita gente. Quem quer jogar, o faz livremente pela Internet e nos bingos ilegais, onde quem arrecada é o contraventor. Os mais abastados deixam dólares lá fora, que poderiam ajudar a educação e saúde, aqui dentro”.

A tese defendida pela autora da carta é

a)

o jogo deve ser legalizado no Brasil.

b)

deve-se proibir o jogo ilegal pela internet e nos bingos ilegais.

c)

deve-se impedir que os mais abastados viajem para jogar.

d)

todos devemos jogar livremente pela Internet.

e)

todos os países deveriam ter o jogo reconhecido.

2 -

Sobre o tema “O jogo no Brasil”, uma leitora do jornal O Globo escreveu o seguinte: “Não entendo por que não se legaliza o jogo no Brasil. Todos os países que têm o jogo reconhecido, além de arrecadarem uma fortuna em impostos, dão emprego a muita gente. Quem quer jogar, o faz livremente pela Internet e nos bingos ilegais, onde quem arrecada é o contraventor. Os mais abastados deixam dólares lá fora, que poderiam ajudar a educação e saúde, aqui dentro”.

As opções a seguir apresentam argumentos para a defesa do ponto de vista da autora, à exceção de uma. Assinale-a.

a)

A existência do jogo aumenta a arrecadação de impostos.

b)

A legalização do jogo cria postos de trabalho para muitos.

c)

O jogo ilegal só enriquece os contraventores.

d)

A educação e a saúde podem ser ajudadas com a legalização do jogo.

e)

Todos os países reconheceram o jogo como atividade legal.

3 -

Sobre o tema “O jogo no Brasil”, uma leitora do jornal O Globo escreveu o seguinte: “Não entendo por que não se legaliza o jogo no Brasil. Todos os países que têm o jogo reconhecido, além de arrecadarem uma fortuna em impostos, dão emprego a muita gente. Quem quer jogar, o faz livremente pela Internet e nos bingos ilegais, onde quem arrecada é o contraventor. Os mais abastados deixam dólares lá fora, que poderiam ajudar a educação e saúde, aqui dentro”.

Na frase "Não entendo por que não se legaliza o jogo no Brasil"”, o termo sublinhado tem a grafia em dois termos exatamente pelo mesmo motivo que em

a)

"A legalização do jogo é o motivo por que luta a leitora.”"

b)

"Por que razão não se legaliza o jogo?”"

c)

"Desconheço por que a legalização do jogo é proibida.”"

d)

"Esse é o caminho por que ele veio.”"

e)

"O projeto por que me empenho é de grande utilidade.”"

4 -

Um outro leitor declara o seguinte: “Toda vez que vejo, ou leio, no noticiário que alguém foi atingido por uma bala perdida eu me pergunto: porque será que as pessoas insistem em chamar de bala perdida aquela que atingiu alguém? Se o objetivo das balas é matar e, na melhor das hipóteses, ferir alguém, sempre que aquilo acontece a bala cumpriu sua função e, assim sendo, não deveria ser chamada de bala perdida”.

O objetivo da carta é

a)

protestar contra as mortes causadas por balas perdidas.

b)

condenar a utilização do termo "“bala perdida"”, por inexatidão.

c)

mostrar que a utilização de armas de fogo deveria ser reconsiderada.

d)

criticar os jornais escritos e falados por abordarem temas nefastos.

e)

denunciar os que usam armas de fogo de forma criminosa.

5 -

Um outro leitor declara o seguinte: “Toda vez que vejo, ou leio, no noticiário que alguém foi atingido por uma bala perdida eu me pergunto: porque será que as pessoas insistem em chamar de bala perdida aquela que atingiu alguém? Se o objetivo das balas é matar e, na melhor das hipóteses, ferir alguém, sempre que aquilo acontece a bala cumpriu sua função e, assim sendo, não deveria ser chamada de bala perdida”.

As opções a seguir apresentam trechos da carta do leitor sobre “"bala perdida" que mostram alguns erros no emprego da língua.

Esses erros estão listados a seguir, à exceção de um. Assinale-o.

a)

Deveria haver vírgula após o termo “"no noticiário".

b)

Deveria haver vírgula após a oração "“que alguém foi atingido por uma bala perdida".

c)

A grafia do termo "“porque" em “"porque será que as pessoas insistem em chamar de bala perdida aquela que atingiu alguém" deveria ser corrigida para "“por que".

d)

O termo “"na melhor das hipóteses" deveria ser substituído por "“na pior das hipóteses", para ser mais coerente.

e)

A forma do demonstrativo "“aquilo" deveria ser substituída por "“isso", para melhor adequação.

6 -

Um outro leitor declara o seguinte: “Toda vez que vejo, ou leio, no noticiário que alguém foi atingido por uma bala perdida eu me pergunto: porque será que as pessoas insistem em chamar de bala perdida aquela que atingiu alguém? Se o objetivo das balas é matar e, na melhor das hipóteses, ferir alguém, sempre que aquilo acontece a bala cumpriu sua função e, assim sendo, não deveria ser chamada de bala perdida”.

Observe os segmentos do texto:

I. “"Toda vez que vejo, ou leio, no noticiário que alguém foi atingido por uma bala perdida eu me pergunto...”"

II. “"... porque será que as pessoas insistem em chamar de bala perdida"”

III. "“... aquela que atingiu alguém?”"

Assinale a opção que indica as frases em que a palavra sublinhada pertence à mesma classe gramatical.

a)

As classes são diferentes.

b)

I e II, somente.

c)

I e III, somente.

d)

II e III, somente.

e)

I, II e III.

Figura I

7 -

O chargista critica o mau desempenho dos alunos de Medicina nas provas do Conselho da Classe.

A frase do primeiro candidato à esquerda, se reescrita em norma culta, deveria ter a seguinte forma:

a)

"Esta prova é muito difícil. Há um monte de perguntas a que eu não sei responder.”"

b)

"Essa prova é dificílima. Tem uma grande quantidade de perguntas que eu não sei responder.”"

c)

"Essa prova é muito difícil. Há um monte de perguntas que não podem ser respondidas.”"

d)

"Esta prova está bastante difícil e há um imenso número de questões a que eu não sei como responder.”"

e)

"Esta prova é muito difícil. Há um montão de perguntas que eu não sei responder.”"

8 -

A resposta do médico à direita denuncia o seguinte problema:

a)

existência de "“cola”" nas provas de concursos públicos.

b)

a tentativa de eliminar competidores por parte de alguns candidatos.

c)

o desconhecimento do real sentido do termo “"virose"”.

d)

a falta de tempo para um exame mais preciso.

e)

o uso da palavra “"virose"” para diagnosticar doenças desconhecidas.

9 -

Um leitor da revista Veja (fevereiro de 2015) escreveu o seguinte texto: "“Ok, o transporte público deve ser priorizado. Ok, quanto menos carros circulando nas ruas, melhor. Ok, o uso de bicicletas é uma alternativa que deve ser incentivada. Mas o que não pode continuar é serem eliminadas vagas para carros nas ruas sem que se viabilize uma alternativa"”.

As várias frases iniciadas por OK mostram

a)

crítica de vários pensamentos bastante difundidos.

b)

concordância com alguns pontos de vista gerais.

c)

ironia diante de alguns posicionamentos ridículos.

d)

discordância em face de algumas opiniões ultrapassadas.

e)

aplauso em relação a alguns posicionamentos legais.

10 -

Um leitor da revista Veja (fevereiro de 2015) escreveu o seguinte texto: "“Ok, o transporte público deve ser priorizado. Ok, quanto menos carros circulando nas ruas, melhor. Ok, o uso de bicicletas é uma alternativa que deve ser incentivada. Mas o que não pode continuar é serem eliminadas vagas para carros nas ruas sem que se viabilize uma alternativa"”.

As opções a seguir apresentam formas verbais na voz passiva, à exceção de uma. Assinale-a.

a)

"deve ser priorizado"”.

b)

"deve ser incentivada”".

c)

"pode continuar”".

d)

"serem eliminadas”".

e)

"se viabilize”".

« anterior 1 2 3 4 5 6 7 próxima »

Marcadores

Marcador Verde Favorita
Marcador Azul Dúvida
Marcador Amarelo Acompanhar
Marcador Vermelho Polêmica
Marcador Laranja  Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
⇑ TOPO
Salvar Texto Selecionado

CONECTE-SE

Facebook
Twitter
E-mail

Copyright © Tecnolegis - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.