ACESSE GRATUITAMENTE + DE 450.000 QUESTÕES DE CONCURSOS!

Informações da Prova Questões por Disciplina Downloads Câmara Municipal - Itatiba - Advogado - Direito - Vunesp - 2015 - Prova Objetiva

Tira I

(André Dahmer, Malvados. Disponível em http://www.mbalvados.com.br. Acesso em 24.04.2015)

1 -

É correto concluir, a partir da leitura da tira, que o autor faz uma crítica ao que ele considera ser uma característica dos

a)

humanos: trabalharem em conjunto com vistas a um objetivo comum, que beneficie a todos os membros do grupo.

b)

pássaros: agirem de modo muito parecido com as ações humanas no que diz respeito ao bem-estar do grupo.

c)

humanos: em vez de se ajudarem, tendo em vista o bem comum de todo o grupo, comportam-se como os pássaros.

d)

pássaros: não serem capazes de imitar as ações dos homens, já que estes são exemplares quanto ao trabalho em grupo.

e)

humanos: atuarem de modo individualista, não se organizando para trabalhar em grupo, em busca de um bem comum.

2 -

O termo destacado na fala do primeiro quadrinho – Eles se ajudam e se revezam para alcançar um bem comum. – expressa

a)

condição.

b)

proporção.

c)

concessão.

d)

finalidade.

e)

conformidade.

Viva a subversão

Uma das melhores facetas da internet é que ela é subversiva. Desde que a rede surgiu e se disseminou, ficou muito mais difícil para governos controlarem o que as pessoas leem, as ideias a que se expõem e mesmo o que fazem em ambiente virtual, onde as fronteiras entre Estados praticamente inexistem. De um modo geral, apesar de algumas experiências de censura digital bem-sucedida, como a chinesa, o planeta se tornou um lugar mais livre com a internet.

É claro que “livre” não é sinônimo de “bom”. Bastante gente usa o amplo acesso à informação que a rede proporciona para o mal, como o prova, por exemplo, o crescente número de fraudes eletrônicas. De todo modo, como é sempre uma minoria da população que comete crimes, dá para afirmar que o saldo da internet é amplamente positivo.

Nesse contexto, é lamentável constatar que legisladores ainda não tenham entendido o que é a rede e, inadvertidamente, insistam em tentar regulá-la de maneira que não é desejável nem factível. A mais recente iniciativa com essas características está no projeto de lei que cria apostas esportivas on-line. Ao que consta, há previsão de multa de até R$ 200 mil a brasileiros que apostarem em sites no exterior.

Em primeiro lugar, é duvidoso que essa pretensão seja legal. Até prova em contrário, o cidadão que acessa uma página no estrangeiro e estabelece uma relação comercial com o site está atuando fora da jurisdição do Brasil. As regras que valem são as do país onde a página está hospedada.

Essa transnacionalidade, que, se não apaga as fronteiras, as esmaece, é uma das principais características a tornar a internet uma promotora da liberdade. Ela detona o, digamos, monopólio natural que o Estado exercia sobre seus cidadãos. Ainda que fosse possível eliminar isso – os EUA, embora tenham tentado, não conseguiram impedir o jogo on-line –, eu não recomendaria.

(Hélio Schwartsman. Folha de S.Paulo, 14.03.2015. Adaptado)

3 -

De acordo com a opinião do autor, expressa nos dois primeiros parágrafos do texto, a internet tem sido uma importante ferramenta de comunicação na medida em que

a)

tem seu conteúdo livremente disseminado, visto não haver meios de os governos controlarem o que as pessoas fazem em ambiente virtual.

b)

tornou o mundo mais livre, pois, com algumas exceções, os governos não podem controlar totalmente os conteúdos disseminados no ambiente virtual.

c)

tornou o mundo mais seguro, já que os governos conseguem ter controle absoluto sobre as informações que são disponibilizadas em ambiente virtual.

d)

um ambiente livre, pois, apesar de algumas experiências de censura digital bem-sucedida, os governos desistiram de ter controle sobre seu conteúdo.

e)

proporciona segurança para os usuários, já que são muito raros os relatos sobre fraudes eletrônicas praticadas em ambiente virtual.

4 -

Conforme o autor, a iniciativa dos legisladores quanto às apostas esportivas on-line em sites no exterior, em mais uma tentativa de regular o uso da internet no Brasil, é

a)

acertada, porque, apesar de se tratar de um tema polêmico, é perfeitamente realizável.

b)

difícil de ser realizada, mesmo se tratando de um tema que não envolve polêmicas.

c)

coerente, já que essa relação comercial deve ser regulada pela legislação brasileira.

d)

imprudente, pois poderia prejudicar a relação comercial entre o Brasil e o país de origem do site.

e)

quivocada, pois as regras do país de origem do site é que regulam a relação comercial.

5 -

Considere o seguinte trecho do texto.

Nesse contexto, é lamentável constatar que legisladores ainda não tenham entendido o que é a rede e, inadvertidamente, insistam em tentar regulá-la...

O termo em destaque no trecho expressa circunstância de

a)

afirmação, podendo ser substituído por realmente.

b)

dúvida, podendo ser substituído por possivelmente.

c)

modo, podendo ser substituído por desavisadamente.

d)

tempo, podendo ser substituído por impreterivelmente.

e)

intensidade, podendo ser substituído por demasiadamente.

6 -

Releia o último parágrafo do texto.

Essa transnacionalidade, que, se não apaga as fronteiras, as esmaece, é uma das principais características a tornar a internet uma promotora da liberdade. Ela detona o,digamos, monopólio natural que o Estado exercia sobre seus cidadãos. Ainda que fosse possível eliminar isso – os EUA, embora tenham tentado, não conseguiram impedir o jogo on-line –, eu não recomendaria.

Os termos esmaece e promotora, em destaque no trecho, têm sentidos equivalentes aos de, respectivamente,

a)

enfraquece e fomentadora.

b)

desfaz e perpetradora.

c)

consolida e instigadora.

d)

atenua e reveladora.

e)

estabiliza e geradora.

Tira II

(Quino, Toda Mafalda: Martins Fontes, 2010)

7 -

A fala do segundo quadrinho da tira permanece correta, após o acréscimo de vírgula(s), de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, em:

a)

Vamos ver: na semana que, vem vou comprar duas revistinhas novas.

b)

Vamos ver: na semana que vem, vou comprar duas revistinhas novas.

c)

Vamos ver: na semana que vem vou, comprar duas revistinhas novas.

d)

Vamos ver: na semana que vem vou comprar, duas revistinhas novas.

e)

Vamos ver: na, semana que vem vou comprar duas, revistinhas novas.

8 -

Considere as seguintes falas da tira.

... vou comprar duas revistinhas novas. / ... será que vou comprá-las…...

Nas falas, observa-se o uso correto do pronome substituindo a expressão “"duas revistinhas". Assinale a alternativa em que o pronome que substitui a expressão em destaque no primeiro segmento de frase também está corretamente empregado, de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa.

a)

Bastante gente usa o amplo acesso... / Bastante gente usa-no...

b)

... uma minoria da população que comete crimes... / ... uma minoria da população que comete-nos...

c)

... projeto de lei que cria apostas esportivas on-line... / ... projeto de lei que lhes cria...

d)

... o cidadão que acessa uma página... / ... o cidadão que lhe acessa...

e)

... se não apaga as fronteiras... / ... se não as apaga...

9 -

Assinale a alternativa em que a forma verbal destacada está empregada de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa.

a)

Para que fossem mais organizadas, seria importante que as pessoas mantessem um planejamento mínimo de suas atividades.

b)

Se dispôssemos de mais tempo, certamente cultivaríamos melhor o habito da leitura, fazendo dele uma atividade prazerosa.

c)

Poderia ser muito construtivo para o seu futuro que o homem retesse consigo objetos com significados importantes para a sua vida.

d)

E se, quando fazemos a escolha errada, a vida nos reposse a chance de poder rever a nossa escolha?

e)

Seria realmente muito gratificante se os caprichos do destino sempre interviessem a nosso favor, realizando nossos desejos.

10 -

Leia o texto para responder à questão.

Meu pai nunca entendeu que eu e minha irmã não tínhamos a mesma idade que ele. Isso não se restringia ____nós nem mudou com o tempo: até hoje ele conversa com uma criança de três anos de igual para igual, o que faz com que elas o adorem, como se o tom as promoves-se a outro patamar. Quando você é filho, no entanto, a coisa é um pouco mais complicada.

(Antonio Prata. Disponível em http://blogdoantonioprata.blogspot.com.br. Acesso em 24.04.2015. Adaptado)

Considerando-se a regência do verbo restringir, em destaque, a lacuna do trecho deve ser preenchida, de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, com

a)

a

b)

de

c)

em

d)

por

e)

com

« anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 próxima »

Marcadores

Marcador Verde Favorita
Marcador Azul Dúvida
Marcador Amarelo Acompanhar
Marcador Vermelho Polêmica
Marcador Laranja  Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
⇑ TOPO
Salvar Texto Selecionado

CONECTE-SE

Facebook
Twitter
E-mail

Copyright © Tecnolegis - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.