ACESSE GRATUITAMENTE + DE 450.000 QUESTÕES DE CONCURSOS!

Informações da Prova Questões por Disciplina Tribunal de Justiça - Amapá - Técnico Judiciário - FCC - Fundação Carlos Chagas - 2009 - Única

Texto I e II

                                                                                                          Texto I

O Ministro do Meio Ambiente lançou um conjunto de medidas para tentar interromper a devastação do Cerrado, que é o segundo bioma da América do Sul, depois da Amazônia, e a savana de maior biodiversidade do mundo. O novo plano prevê um acompanhamento anual das atividades de desmatamento, a exemplo do que é feito na Amazônia. De acordo com o Diretor do Departamento de Conservação da Biodiversidade do Ministério, um dos desafios está relacionado com o longo período de seca, em que a vegetação perde boa parte das folhas. "Isso torna um pouco mais difícil diferenciar o que é seca, o que é devastação."

(Lígia Formenti. O Estado de S. Paulo, Vida&, A17, 11 de setembro de 2009, com adaptações)

Texto II 

Já era hora de se prestar atenção – de verdade – no desmatamento do Cerrado. Os dados de emissão de carbono divulgados pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) colocam o bioma de braços dados com a Amazônia na lista de prioridades na agenda climática brasileira. O Cerrado, valorizado muito mais como uma fronteira agrícola a ser explorada do que como um tesouro biológico a ser preservado, nunca foi prioridade nas políticas públicas de pesquisa e conservação. Consequentemente, faltam dados científicos básicos sobre o bioma, necessários para entender sua biologia, seu clima e seus serviços ambientais – que incluem, entre outras coisas, estocagem e reciclagem de carbono. Os novos dados do MMA começam a preencher essa lacuna, mostrando que o desmatamento do Cerrado pode ser tão prejudicial para o clima quanto o da Amazônia. Portanto, precisa ser combatido com o mesmo empenho. Não há dúvida de que as medições do Ministério serão revisadas e refeitas por acadêmicos muitas vezes nos próximos anos. É possível que mudem bastante nesse processo. Calcular as emissões de carbono é ainda mais complicado do que na Amazônia, porque sua cobertura vegetal varia imensamente no tempo e no espaço. E, mesmo na Amazônia, os números são difíceis. Seja como for, o MMA dá um passo importante ao colocar o Cerrado no mapa das mudanças climáticas. O Ministério da Ciência e Tecnologia também faz suas contas para incluir o bioma no novo inventário das emissões no país, que deverá estar concluído até o final do ano. Agora, quando o Brasil falar de sua contribuição para o aquecimento global, não poderá mais falar só da Amazônia. Terá de falar do Cerrado também.

(Herton Escobar. O Estado de S. Paulo, Vida&, A17, 11 de setembro de 2009, com adaptações)

1 -

... porque sua cobertura vegetal varia imensamente no tempo e no espaço. (4.º parágrafo, texto II)

É correto inferir, das informações obtidas nos textos I e II, que a afirmativa acima se justifica pelo fato de que:

a) somente agora começa a haver preocupação maior das autoridades em relação à vegetação existente em toda essa área.
b) é importante a preservação, de agora em diante, das novas espécies de vegetação que têm surgido na vasta extensão do bioma.
c) a vegetação encontrada no Cerrado, embora semelhante à que se vê na Amazônia, torna difíceis os cálculos de emissão de carbono.
d) se percebem inúmeras diferenças entre as regiõesatingidas pelas secas e aquelas em que há maior presença de recursos hídricos.
e) a extensão e o clima do Cerrado dificultam a percepção das áreas desmatadas daquelas apenas atingidas pela seca habitual da região.
2 -

O emprego das aspas no segmento constante do Texto I indica :

a) diálogo entre as autoridades envolvidas na execução do plano anunciado.
b) informação de certa forma fora do contexto, por ser redundante.
c) citação exata das palavras de uma autoridade no assunto tratado.
d) síntese do plano de controle do desmatamento voltado para o Cerrado.
e) reprodução da ideia central, que será desenvolvidano texto II.
3 -

Para responder a questões abaixo, considere o Texto II.

O autor:

a) defende a exploração agrícola do Cerrado, já que não há estudos científicos que justifiquem sua preservação como tesouro biológico.
b) expõe opiniões pessoais sobre a situação do Cerrado, a partir de dados e informações oferecidos pelo Ministério do Meio Ambiente.
c) discute a ausência de dados seguros sobre a importância do Cerrado, que fundamentem os planos de controle do desmatamento nessa área.
d) aponta uma despreocupação momentânea com o desmatamento da Amazônia, que já vem sendo controlado com a devida prioridade.
e) condena o desinteresse de autoridades e de pesquisadores em relação aos benefícios de um bioma como o Cerrado no controle do carbono.
4 -

Para responder a questões abaixo, considere o Texto II.

Portanto, precisa ser combatido com o mesmo empenho. (3.º parágrafo) A afirmativa denota, no contexto:

a) ideia que passará a ser desenvolvida a partir do parágrafo seguinte.
b) posicionamento subjetivo acerca do abandono da região até aquele momento.
c) condição para que os planos anunciados se efetivem realmente.
d) conclusão de um raciocínio baseado em dados sobre a importância do Cerrado.
e) acréscimo de informações importantes para o desenvolvimento das ideias.
5 -

Para responder a questões abaixo, considere o Texto II.

Os novos dados do MMA começam a preencher essa lacuna ... (3.º parágrafo)

A expressão grifada acima substitui corretamente, no texto:

a) a fronteira agrícola a ser explorada.
b) a fronteira agrícola a ser explorada.
c) a ausência de dados científicos básicos sobre o bioma.
d) a prioridade nas políticas públicas de pesquisa e conservação da área.
e) o desmatamento do Cerrado e da região amazônica.
6 -

Para responder a questão abaixo, considere o Texto II.

Não há dúvida de que as medições do Ministério serão revisadas e refeitas por acadêmicos muitas vezes nos próximos anos.

(4.º parágrafo)

O verbo que, como os grifados acima, admite transposição para a voz passiva, está na frase:

a) Atualmente o Cerrado já perdeu quase metade de sua cobertura vegetal original para a agricultura e a pecuária.
b) O desmatamento na Amazônia aparece sempre como o vilão no aumento da emissão de gases do efeito estufa.
c) O monitoramento por satélite é uma ferramenta essencial no controle do desmatamento do Cerrado.
d) Nos meses de seca no Cerrado fica menos perceptível o contraste entre as paisagens naturais e as desmatadas.
e) A manutenção dos recursos hídricos de grande parte do país depende da conservação do Cerrado.
7 -

Para responder a questão abaixo, considere o Texto II.

O Ministério da Ciência e Tecnologia também faz suas contas ... (último parágrafo)

A frase cujo verbo apresenta o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima é:

a) ....nunca foi prioridade nas políticas públicas de pesquisa e conservação.
b) ...que incluem, entre outras coisas, estocagem e reciclagem de carbono.
c) ...que mudem bastante nesse processo.
d) ...mesmo na Amazônia, os números são difíceis.
e) ...porque sua cobertura vegetal varia imensamente no tempo e no espaço.
8 -

Para responder a questão abaixo, considere o Texto II.

É possível que mudem bastante nesse processo. (4.º parágrafo)

O verbo corretamente flexionado nos mesmos tempo e modo do grifado acima está também grifado na frase:

a) Autoridades responsáveis pelo meio ambiente preparam ações que DEVEM reduzir a destruição de importantes biomas nacionais.
b) Apesar de SEREM tomadas todas as medidas necessárias de preservação do Cerrado, continua havendo desmatamento.
c) No Cerrado se PRODUZEM toneladas de grãos, especialmente a soja, tanto para exportação quanto para consumo interno.
d) O desmatamento do Cerrado é um problema difícil de ser resolvido, embora as autoridades se EMPENHEM no seu controle.
e) Os órgãos de controle geralmente RECEBEM denúncias referentes à destruição de matas, e os responsáveis são pesadamente multados.
9 -

Para responder a questão abaixo, considere o Texto II.

A concordância verbal e nominal está inteiramente correta na frase:

a) O plano de preservação do Cerrado inclui estratégias a ser executado até 2011, entre elas, ampliar áreas de proteção que hoje representa 7,5% e controlar as emissões de carbono.
b) Os estudos sobre o ritmo do desmatamento no Cerrado é feito com auxílio de satélites que monitoram a região da mesma maneira como se faz as medições do desmatamento na Amazônia.
c) Para alcançar os 10% das áreas sob proteção prevista no atual plano, seria preciso que se criasse unidades de conservação destinadas a reduzir a devastação do bioma e proteger as espécies ameaçadas de extinção.
d) Uma das preocupações dos integrantes do Ministério estão relacionadas com a devastação nas áreas das bacias hidrográficas, cuja proteção é fundamental para a regularidade do ciclo hídrico.
e) Quase tudo o que sobrou do Cerrado foram ilhotas de vegetação nativa fragmentada, com prejuízo para a biodiversidade, pois muitas espécies não conseguem transitar de uma ilhota para outra.
10 -

Para responder a questão abaixo considere o Texto II.

A agricultura é a mais vulnerável às mudanças climáticas.

A agricultura é a atividade que mais depende do clima.

O agricultor não pode controlar a atmosfera.

O agricultor pode preparar o solo e selecionar as sementes.

As frases acima estão articuladas em um único período com clareza, lógica e correção, em:

a) A agricultura é a atividade que mais depende do clima, sendo, portanto, a mais vulnerável às mudanças climáticas, tendo em vista que o agricultor pode preparar o solo e selecionar as sementes, mas não pode controlar a atmosfera.
b) O agricultor pode preparar o solo e selecionar as sementes, já que a agricultura é a mais vulnerável às mudanças climáticas e como está dependendo do clima, ele não pode, porém, controlar a atmosfera.
c) A agricultura é a mais vulnerável às mudanças climáticas, cuja atividade é a que mais depende do clima, conquanto o agricultor não pode controlar a atmosfera embora possa preparar o solo e selecionar as sementes.
d) A agricultura é a atividade mais vulnerável às mudanças climáticas onde mais depende do clima,caso o agricultor não possa controlar a atmosfera,ele pode preparar o solo e selecionar as sementes.
e) Como o agricultor não pode controlar a atmosfera, o mesmo pode preparar o solo e selecionar as sementes,mesmo que a agricultura seja a mais vulnerável às mudanças climáticas, sendo a atividade que mais depende do clima.

« anterior 1 2 3 4 5 próxima »

Marcadores

Marcador Verde Favorita
Marcador Azul Dúvida
Marcador Amarelo Acompanhar
Marcador Vermelho Polêmica
Marcador Laranja  Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
⇑ TOPO
Salvar Texto Selecionado

CONECTE-SE

Facebook
Twitter
E-mail

Copyright © Tecnolegis - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.