ACESSE GRATUITAMENTE + DE 290.000 QUESTÕES DE CONCURSOS!

Informações da Prova Questões por Disciplina Downloads CAPES - Analista em C & T (Ciência e Tecnologia) Júnior - Engenharia Civil - CESGRANRIO - 2008 - Prova Objetiva

Sociedade da Informação e Educação

1 Costuma-se definir nossa era como a era do conhecimento. Se for pela importância dada hoje

2 ao conhecimento, em todos os setores, pode-se dizer que se vive

3 mesmo na era do conhecimento, na sociedade do

4 conhecimento,sobretudo em consequência da

5 informatização e do processo de globalização das

6 telecomunicações a ela associado. Pode ser que, de fato,

7 já se tenha ingressado na era do conhecimento, mesmo

8 admitindo que grandes massas da população estejam

9 excluídas dele. Todavia, o que se constata é a predominância da difusão de dados e

10 informações e não de

11 conhecimentos. Isso está sendo possível graças às

12 novas tecnologias que estocam o conhecimento, de

13 forma prática e acessível, em gigantescos volumes de

14 informações, que são armazenadas inteligentemente,

15 permitindo a pesquisa e o acesso de maneira muito

16 simples, amigável e flexível. É o que já acontece com a

17 Internet: para ser “usuário”, basta dispor de uma linha

18 telefônica e um computador. “Usuário” não significa aqui

19 apenas receptor de informações, mas também emissor

20 de informações. Pela Internet, a partir de qualquer sala

21 de aula do planeta, podem-se acessar inúmeras bibliotecas em muitas partes do mundo. As

22 novas tecnologias

23 permitem acessar conhecimentos transmitidos não apenas por palavras, mas também por

24 imagens, sons, fotos,

25 vídeos (hipermídia), etc. Nos últimos anos, a informação

26 deixou de ser uma área ou especialidade para se tornar

27 uma dimensão de tudo, transformando profundamente a

28 forma como a sociedade se organiza. Pode-se dizer que

29 está em andamento uma Revolução da Informação, como

30 ocorreram no passado a Revolução Agrícola e a Revolução

31 Industrial. (...)

32 As novas tecnologias criaram novos espaços do

33 conhecimento.  Agora,  além da escola,   também a

34 empresa, o espaço domiciliar e o espaço social tornaram-se

35 educativos. (...) Esses espaços de formação têm tudo

36 para permitir maior democratização da informação e do

37 conhecimento, portanto, menos distorção e menos

38 manipulação, menos controle e mais liberdade.(...)

39 O conhecimento é o grande capital da humanidade.

40 Não é apenas o capital da transnacional que precisa dele

41 para a inovação tecnológica. Ele é básico para a sobrevivência de todos e, por isso, não deve

42 ser vendido ou comprado, mas sim disponibilizado a todos. Esta é a função

43 de instituições que se dedicam ao conhecimento

44 apoiado nos avanços tecnológicos. Espera-se que a educação do futuro seja mais

45 democrática, menos excludente.

46 Essa é ao mesmo tempo nossa causa e nosso desafio.

47 Infelizmente, diante da falta de políticas públicas no

48 setor, acabaram surgindo “indústrias do conhecimento”,

49 prejudicando uma possível visão humanista, tornando-o

50 instrumento de lucro e de poder econômico.(...)

51 Neste contexto de impregnação do conhecimento,

52 cabe à escola: amar o conhecimento como espaço

53 de realização humana, de alegria e de contentamento

54 cultural; selecionar e rever criticamente a informação;

55 formular hipóteses; ser criativa e inventiva (inovar); ser

56 provocadora de mensagens e não pura receptora; produzir, construir e reconstruir57 conhecimento elaborado.

58 E mais: numa perspectiva emancipadora da educação, a

59 escola tem que fazer tudo isso em favor dos excluídos,

60 não discriminando o pobre. Ela não pode distribuir poder,

61 mas pode construir e reconstruir conhecimentos, saber,

62 que é poder. Numa perspectiva emancipadora da educação,

63 a tecnologia contribui muito pouco para a emancipação

64 dos excluídos se não for associada ao exercício da

65 cidadania.(...)

66 Em geral, temos a tendência de desvalorizar o que

67 fazemos na escola e de buscar receitas fora dela quando

68 é ela mesma que deveria governar-se. É dever dela ser

69 cidadã e desenvolver na sociedade a capacidade de

70 governar e controlar o desenvolvimento econômico e o

71 mercado. A cidadania precisa controlar o Estado e o

72 mercado, verdadeira alternativa ao capitalismo neoliberal

73 e ao socialismo burocrático e autoritário. A escola precisa dar o exemplo, ousar construir o

74 futuro. Inovar é mais

75 importante do que reproduzir com qualidade o que existe. A matéria-prima da escola é sua

76 visão do futuro.(...)

GADOTTI, Moacir. Disponível  em http://www.scielo.br/scielo.php? Acesso em abr 2008

1 -

Assinale a opção que exprime corretamente as idéias do primeiro parágrafo:

a)

O fato de todos os setores valorizarem o conhecimento nos dá a certeza de que estamos na era do conhecimento.

b)

As novas tecnologias permitem que na sociedade predomine a difusão de informações e de conhecimento.

c)

A existência de grande parte da população excluída justifica estarmos na sociedade do conhecimento.

d)

A suposição de que nossa era é a do conhecimento se deve, principalmente, à ação da informática e ao processo de globalização das telecomunicações.

e)

As mudanças radicais na sociedade provocadas pela informação asseguram as revoluções no campo e na indústria

2 -

A "Revolução da Informação" a que se refere o autor exerce influência na organização social, utilizando instrumentos que:

a)

padronizam todos os tipos de informação oferecidos.

b)

utilizam signos não verbais em qualquer informação.

c)

se expressam através de signos verbais e não verbais.

d)

cerceiam a linguagem de muitos usuários.

e)

preferem os signos verbais aos signos não verbais.

3 -

O alargamento dos espaços do conhecimento, referido no segundo parágrafo, traz, como consequência:

a)

informações desvinculadas do contexto do usuário.

b)

participação direta e livre do usuário na aquisição das informações.

c)

oportunidades de manipulação e controle das informações.

d)

predominância do espaço domiciliar sobre a escola.

e)

limitação das escolhas devido a inúmeras manipulações.

4 -

Para o autor, na atualidade, a era do computador promove a(o):

a)

inclusão digital como obstáculo para uma educação democrática.

b)

construção do conhecimento inerente ao processo tecnológico.

c)

avanço da tecnologia como processo discriminatório.

d)

aperfeiçoamento tecnológico em detrimento da educação.

e)

acúmulo de informações em detrimento do conhecimento.

5 -

Conforme o texto, é INCORRETO afirmar que "ser cidadão" é:

a)

ser capaz de exercer plenamente seus direitos civis e políticos.

b)

ser sujeito de ações construtoras de novos sentidos para a vida social.

c)

acomodar-se às regras do capitalismo neoliberal e do socialismo burocrático.

d)

acompanhar as medidas que afetem o desenvolvimento econômico do país.

e)

sentir-se no dever de supervisionar as ações do Estado e do mercado.

6 -

Os verbos estão flexionados corretamente em:

a)

A escola estará cumprindo seu papel de cidadã, se intervir na formação de uma sociedade democrática.

b)

Quando revir suas estratégias, o espaço escolar naturalmente provocará mudanças.

c)

Neste momento, viemos apresentar a V. S. uma tecnologia educacional moderna.

d)

Se os diversos espaços sociais se proporem a tornar-se ambientes de educação, haverá uma nova sociedade.

e)

Se a sociedade prever as mudanças necessárias, poderá atuar no processo educacional eficientemente.

7 -

No conjunto, um dos elementos foge ao campo semântico dos demais. Qual é ele?

a)

Interatividade

b)

Conectividade

c)

Continuidade

d)

Articulação

e)

Intercâmbio

8 -

A transformação da escola em espaço aberto ___novas estratégias tecnológicas certamente vai deixá-la ___ par do que é mais adequado ___ formação cidadã.

A sequência que preenche corretamente as lacunas da frase é:

a)

a - a - à

b)

à - a - à

c)

à - a - a

d)

as - a - à

e)

as - a - a

9 -

"mesmo admitindo que grandes massas da população estejam excluídas dele." (l. 8-10)

O termo destacado no trecho está empregado na mesma classe gramatical em:

a)

"pode-se dizer que se vive mesmo na era do conhecimento," (l. 3-4)

b)

Todos vieram, mesmo os que não foram convidados.

c)

Este é o mesmo relatório que foi divulgado ontem.

d)

Ele mesmo dirigiu o carro que comprou.

e)

O projeto, mesmo que seja modificado, não será aceito.

10 -

"mesmo admitindo que grandes massas da população estejam excluídas dele." (l. 8-10)

Os segmentos destacados têm a mesma função que a oração em destaque em:

a)

"...criaram novos espaços de conhecimento." (l. 33-34)

b)

"Esses espaços de formação têm tudo..." (l. 36)

c)

"O conhecimento é o grande capital da humanidade." (l. 40)

d)

"...que precisa dele para a inovação tecnológica." (l. 41-42)

e)

"acabaram surgindo indústrias do conhecimento," (l. 50)

« anterior 1 2 3 4 5 6 7 próxima »

Marcadores

Marcador Verde Favorita
Marcador Azul Dúvida
Marcador Amarelo Acompanhar
Marcador Vermelho Polêmica
Marcador Laranja  Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
⇑ TOPO
Salvar Texto Selecionado

CONECTE-SE

Facebook
Twitter
E-mail

Copyright © Tecnolegis - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.