ACESSE GRATUITAMENTE + DE 290.000 QUESTÕES DE CONCURSOS!

Informações da Prova Questões por Disciplina Downloads Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos - SEARH - Rio Grande do Norte - Professor - Educação Física - CESGRANRIO - 2011 - Prova Objetiva

1 -

Ao exercer o cargo de diretora de uma escola da rede estadual de Educação, Helena planejou com sua equipe as atividades para o ano letivo, considerando que a educação tem por finalidade, conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996,

a)

promover entre os educandos o fim das desigualdades sociais.

b)

possibilitar aos educandos o prolongamento de seus estudos até o ensino superior.

c)

preparar os educandos para o exercício da cidadania.

d)

habilitar os educandos à profissão ao final da educação básica.

e)

assegurar aos educandos o acesso aos benefícios do desenvolvimento social.

2 -

A legislação brasileira estabelece, como assinala a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996, em seu art. 35, que a educação no ensino médio tem como uma de suas finalidades

a)

promover a profissionalização desde a educação infantil.

b)

consolidar e aprofundar os conhecimentos adquiridos no ensino fundamental.

c)

habilitar para o ingresso no mercado de trabalho, visando ao desenvolvimento social.

d)

permitir o acesso às novas tecnologias de comunicação e informação.

e)

possibilitar formação profissional de acordo com as demandas econômicas da região.

3 -

Apesar de todas as mudanças que ocorrem nas sociedades contemporâneas, escola e família são duas instituições que continuam sendo apontadas pelos especialistas da área da educação como fundamentais para o sucesso dos processos educacionais porque

a)

a interação mais intensa entre pais e professores pode contribuir para superação de dificuldades na escolarização de crianças e adolescentes.

b)

a mesma compreensão sobre educação pela família e pela escola assegura que os alunos desenvolvam as competências necessárias à sua escolarização.

c)

a presença cotidiana de pais ou responsáveis nas escolas reduz possíveis diferenças de capital cultural entre alunos e professores.

d)

os comportamentos socializados no espaço escolar são os mesmos que aqueles valorizados pela família.

e)

os valores e comportamentos socializados no espaço familiar são reafirmados pela escola durante a escolarização das crianças e dos adolescentes.

4 -

A frequência às aulas no ensino regular é obrigatória, segundo o estabelecido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, promulgada em 20 de dezembro de 1996.

Assim, para obter a aprovação em qualquer nível de ensino da educação básica, o aluno deve frequentar o percentual mínimo de horas letivas oferecidas igual a

a)

80%

b)

70%

c)

75%

d)

85%

e)

90%

5 -

A ampliação do Ensino Fundamental para nove anos, conforme a Resolução n.º 07, de 14 de dezembro de 2010, do Conselho Nacional de Educação / Câmara de Educação Básica, que fixou Diretrizes Curriculares para o ensino fundamental de nove anos, teve como objetivo, dentre outros, favorecer a permanência de todos os alunos, em especial os que se encontram em situações sociais desvantajosas, que nem sempre poderiam cursar as chamadas “classes de alfabetização”.

Tendo em vista essa Resolução, o conteúdo do primeiro ano do Ensino Fundamental deve

a)

assegurar, como os dois anos subsequentes, a alfabetização e o letramento do aluno nele matriculado.

b)

apresentar conteúdo idêntico ao trabalhado pelo aluno em seu último ano da Educação Infantil.

c)

apresentar conteúdo idêntico ao da primeira série (ano) do antigo Ensino Fundamental de oito anos.

d)

voltar-se exclusivamente para o processo de alfabetização do aluno que nele está matriculado.

e)

voltar-se exclusivamente para os processos de alfabetização e iniciação à matemática do aluno nele matriculado.

6 -

Entender as causas do sucesso ou do fracasso dos alunos tem sido uma preocupação recorrente de professores e educadores em geral. As características culturais dos alunos vêm a ser um fator geralmente apontado como determinante para a aprendizagem de crianças, adolescentes ou jovens.

Considerando as teorias educacionais contemporâneas, qual, dentre as afirmativas abaixo relacionadas, NÃO justifica essa situação?

a)

As perspectivas de sucesso na vida escolar tendem a acompanhar as variações quanto à posse de capital cultural por parte dos alunos.

b)

As possibilidades de sucesso escolar são maiores para alunos que possuem capital cultural idêntico ou similar ao de seus professores.

c)

Os alunos das classes populares, devido às suas características culturais, enfrentam maiores discriminações dificultando alcançar o sucesso escolar.

d)

Os alunos de segmentos sociais em situação de desvantagem e possuidores de menor capital cultural estão fadados ao fracasso na escola.

e)

Os alunos que sofrem atos de discriminação na escola em função de suas características culturais tendem a se evadir com maior frequência.

7 -

Acompanhando as transformações ocorridas no cenário mundial, o Estado brasileiro, desde os anos de 1990, tem tomado medidas de ordem legal objetivando a atualização das políticas educacionais a fim de possibilitar mudanças na realidade do ensino nacional.

Dentre essas medidas, tem-se o estabelecimento de Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica, que têm como um dos seus objetivos

a)

estimular a reflexão crítica dos participantes dos processos de formulação, execução e avaliação do projeto político-pedagógico das escolas de educação básica.

b)

superar a necessidade de construção de competências e habilidades próprias à formação humana e cidadã dos estudantes das escolas de educação básica.

c)

proporcionar aos alunos de escolas da educação básica a qualificação para o trabalho e para o exercício da cidadania por meio do currículo nacional único.

d)

incentivar a participação de voluntários nas atividades docentes das escolas de educação básica, sem exigências de formação e especialização acadêmicas.

e)

promover o desenvolvimento cognitivo e, quando possível, o psíquico e o social dos alunos de escolas de educação básica, considerando a realidade escolar.

8 -

A categoria de juventude foi construída ao longo da era moderna e está diretamente relacionada à educação nas sociedades contemporâneas. Embora não haja uma conceituação universalmente reconhecida sobre o que é juventude, algumas características gerais são aceitas por especialistas de diferentes áreas de conhecimento, e as políticas educacionais promovidas durante o século XX buscaram contemplá-las.

Nesse sentido, tem-se que

a)

persistem os efeitos decorrentes da origem social, impossibilitando uma total homogeneidade cultural dos jovens, o que legitima ações educacionais voltadas para jovens em desvantagem social.

b)

há uma homogeneidade cultural na juventude que é resultado do fluxo das comunicações em um mundo globalizado, o que justifica a utilização das novas tecnologias de informação nas escolas.

c)

romper com as tradições culturais e políticas é um aspecto característico da juventude nas sociedades modernas, o que levou o tradicionalismo pedagógico a apregoar o disciplinamento dos jovens.

d)

compartilhar hábitos de consumo e de estilo de vida similares é característica da juventude nas sociedades modernas, o que justifica criar propostas pedagógicas com base no comportamento dos jovens.

e)

criticar a xenofobia, o machismo e o racismo são características políticas da juventude nas sociedades modernas, o que é um sinal do sucesso de propostas pedagógicas progressistas e democráticas.

9 -

Avaliações diagnósticas têm sido amplamente empregadas para a análise da qualidade do ensino oferecido em redes públicas.

No caso da Prova Brasil, o segmento no qual ela é aplicada, constitui-se dos alunos

a)

do 2.º ano (1.ª série) e do 5.º ano (4.ª série) do ensino fundamental

b)

do 2.º ano (1.ª série) e do 9.º ano (8.ª série) do ensino fundamental

c)

do 4.º ano (3.ª série) e do 8.º ano (7.ª série) do ensino fundamental

d)

do 5.º ano (4.ª série) e do 8.º ano (7.ª série) do ensino fundamental

e)

do 5.º ano (4.ª série) e do 9.º ano (8.ª série) do ensino fundamental

10 -

Estabelecido pela atual legislação brasileira, o Projeto Político-Pedagógico deve contemplar a questão da qualidade de ensino, em todas as suas dimensões, ordenando institucionalmente o trabalho escolar em suas especificidades, níveis e modalidades.

Nesse sentido, o Projeto Político-Pedagógico

a)

compõe-se, exclusivamente, dos planos de ensino das disciplinas e do planejamento anual das atividades a serem desenvolvidas na escola.

b)

constitui a proposta de trabalho da escola, cuja elaboração compete, exclusivamente, ao Coordenador Pedagógico e ao Diretor.

c)

define anualmente os níveis e as modalidades de ensino a serem oferecidos pela escola e a abrangência da clientela escolar.

d)

exige em sua construção a participação de todos os agentes do processo educativo: professores, funcionários, pais e alunos.

e)

estabelece as formas como, autonomamente, a escola e seus professores se manifestarão frente a decisões governamentais.

« anterior 1 2 3 4 5 próxima »

Marcadores

Marcador Verde Favorita
Marcador Azul Dúvida
Marcador Amarelo Acompanhar
Marcador Vermelho Polêmica
Marcador Laranja  Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
⇑ TOPO
Salvar Texto Selecionado

CONECTE-SE

Facebook
Twitter
E-mail

Copyright © Tecnolegis - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.