ACESSE GRATUITAMENTE + DE 450.000 QUESTÕES DE CONCURSOS!

Informações da Prova Questões por Disciplina Downloads Tribunal de Justiça - Goiás - Analista Judiciário - Apoio Especializado - Administrador de Empresas - FGV - Fundação Getúlio Vargas - 2014 - Prova Objetiva

Texto 1 – Um Brasil livre de preconceito

Ideli Salvatti – O Globo, 4/09/2014

As principais democracias do mundo têm inscrito em suas Constituições os direitos fundamentais dos cidadãos. Direitos políticos, civis, econômicos, sociais e culturais figuram entre as condições básicas para a vida em sociedade tal como a conhecemos hoje. Mas nem sempre foi assim. Muitos dos direitos hoje considerados universais somente foram conquistados após muito esforço e muita luta. Como exemplo, basta citar o voto feminino no Brasil, só garantido em lei no ano de 1934.

Atualmente, podemos dizer que o Brasil elevou os direitos políticos, civis, econômicos e culturais a patamares inéditos, avançando rapidamente na realização progressiva deles. E assim surge o desafio de avançarmos nos chamados direitos de quarta geração, que englobam os direitos das mulheres, dos negros e da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), entre outros.

1 -

Infere-se da leitura do texto 1 que:

a)

o Brasil é o país mais atrasado, entre as democracias, no que diz respeito à garantia dos direitos fundamentais dos cidadãos;

b)

sem os direitos políticos, civis, econômicos, sociais e culturais, a vida em sociedade seria impossível;

c)

o voto feminino no Brasil exemplifica um direito político de quarta geração, só conseguido com esforço e luta;

d)

a sociedade mudou profundamente a partir da conquista do voto feminino no Brasil;

e)

sem esforço e luta, os direitos fundamentais dos cidadãos estariam inscritos nas Constituições, mas sem aplicação social.

2 -

“As principais democracias do mundo têm inscrito em suas Constituições os direitos fundamentais dos cidadãos. Direitos políticos, civis, econômicos, sociais e culturais figuram entre as condições básicas para a vida em sociedade tal como a conhecemos hoje”.

A observação correta sobre um dos componentes desse segmento do texto 1 é:

a)

a forma verbal “têm inscrito” deveria estar grafada “têm inscritos”, já que se refere a “direitos”;

b)

a forma plural “cidadãos” poderia estar grafada “cidadões”, já que são dois os plurais possíveis;

c)

o termo “em suas Constituições” poderia aparecer entre vírgulas, já que se trata de um adjunto adverbial deslocado;

d)

após o termo “culturais” deveria ser colocada uma vírgula, pois aí se encerra uma enumeração;

e)

a forma verbal “conhecemos” é inadequada ao contexto e deveria ser substituída pela forma passiva “é conhecida”.

3 -

“Como exemplo, basta citar o voto feminino no Brasil, só garantido em lei no ano de 1934”.

Nesse segmento do texto 1, o vocábulo “só” é considerado um modalizador e expressa uma opinião do autor do texto; tal opinião pode ser verbalizada do seguinte modo:

a)

o voto feminino foi garantido em lei de forma isolada, sem que outros direitos o acompanhassem;

b)

o voto feminino no Brasil foi garantido em lei em função das lutas travadas pelas mulheres no início do século;

c)

o voto feminino, apesar de exercido politicamente, foi incluído com atraso entre os direitos fundamentais dos cidadãos;

d)

o voto feminino foi inserido na nossa Constituição após outras nações já o terem garantido;

e)

o voto feminino é uma prova da atual elevação de nossos direitos políticos, civis, econômicos e culturais.

4 -

O segundo parágrafo do texto 1 mostra de forma positiva a conquista de novos direitos considerados fundamentais; a forma linguística de valorização só NÃO inclui:

a)

o emprego do verbo “elevar” em relação aos direitos políticos;

b)

a utilização do verbo “avançar” em referência à realização dos direitos citados;

c)

o uso do adjetivo “progressiva”, considerando os direitos como uma demonstração de progresso;

d)

a designação de “quarta geração” para os novos direitos, empregando expressão da área tecnológica;

e)

a indicação de que os novos direitos são um desafio a ser superado pela sociedade.

Texto 2 – Política lucrativa

José Casado, O Globo, 26/08/2014

Um dos melhores negócios do mercado brasileiro é ser dono de partido político. Convive-se com 32 deles, dos quais duas dezenas têm bancadas no Congresso. Na essência, diz o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, se transformaram num “agregado de pessoas que querem um pedacinho do orçamento”.

Partido político se tornou ativo financeiro de alto retorno, sem risco e com recursos públicos garantidos por lei, elaborada e votada pelos próprios interessados.

5 -

Por tratar do partido político como negócio, o texto 2 se apropria de um grupo de vocábulos do jargão econômico; são prova disso:

a)

agregado / orçamento;

b)

ativo / retorno;

c)

risco / lei;

d)

mercado / partido;

e)

bancadas / Congresso.

6 -

Segundo o texto 2, entre os meios de transformar a formação de partidos políticos em negócio lucrativo está a estratégia de:

a)

pertencer ao partido da maioria no Congresso;

b)

estabelecer ligações políticas de interesse;

c)

votar leis que aumentem as dotações orçamentárias;

d)

eleger poucos representantes para a bancada;

e)

legislar em causa própria.

Texto 3 – Maravilha!

Veríssimo, O Globo, 31/8/2014

Pode-se parafrasear Winston Churchill e dizer da democracia o mesmo que se diz da velhice, que, por mais lamentável que seja, é melhor do que sua alternativa. A única alternativa para a velhice é a morte. Já as alternativas para a democracia são várias, uma pior do que a outra. É bom lembrá-las sempre, principalmente no horário político, quando sua irritação com a propaganda que atrasa a novela pode levá-lo a preferir outra coisa. Resista.

7 -

Tendo em vista o conteúdo do texto 3, o título dado ao texto deve referir-se:

a)

à brilhante frase de Winston Churchill;

b)

à paráfrase de Veríssimo da frase de Churchill;

c)

ao regime democrático, como o menos ruim de todos;

d)

à velhice, cuja alternativa é a morte;

e)

à propaganda eleitoral, que irrita os telespectadores.

8 -

“É bom lembrá-las sempre, principalmente no horário político, quando sua irritação com a propaganda que atrasa a novela pode levá-lo a preferir outra coisa”.

O segmento abaixo que corresponde corretamente a uma oração desse período do texto 3 é:

a)

É bom lembrá-las sempre, principalmente no horário político.

b)

Quando sua irritação com a propaganda.

c)

Pode levá-lo.

d)

Levá-lo a preferir outra coisa.

e)

A preferir outra coisa.

9 -

“É bom lembrá-las sempre, principalmente no horário político, quando sua irritação com a propaganda que atrasa a novela pode levá-lo a preferir outra coisa”.

Nesse segmento do texto 3, a forma “a preferir” pode ser adequadamente substituída por outra forma oracional, que é:

a)

à preferência de outra coisa;

b)

a que você preferisse outra coisa;

c)

a ser preferida outra coisa;

d)

a que você prefira outra coisa;

e)

a ter de ser preferida outra coisa.

Texto 4 – Uma ideia simples

Elio Gaspari, Folha de São Paulo, 27/8/2014

Todos os candidatos prometem crescimento e austeridade. Entre os chavões mais batidos vem sempre a reforma tributária, tema complexo, chato mesmo, acaba sempre em parolagem. Promete-se a simplificação das leis que regulam os tributos, e a cada ano eles ficam mais complicados. Uma coletânea da legislação brasileira pesa seis toneladas. Aqui vai uma contribuição, que foi trazida pelo Instituto Endeavor. Relaciona-se com o regime de cobrança de impostos de pequenas empresas, aquelas que faturam até R$ 3,6 milhões por ano (R$ 300 mil por mês). É o Simples – pode-se estimar que ele facilita a vida de algo como 3 milhões de empresas ativas.

10 -

O texto 4 deve ser classificado como:

a)

narrativo-dissertativo;

b)

dissertativo-expositivo;

c)

dissertativo-argumentativo;

d)

descritivo-narrativo;

e)

descritivo-dissertativo.

« anterior 1 2 3 4 5 próxima »

Marcadores

Marcador Verde Favorita
Marcador Azul Dúvida
Marcador Amarelo Acompanhar
Marcador Vermelho Polêmica
Marcador Laranja  Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
⇑ TOPO
Salvar Texto Selecionado

CONECTE-SE

Facebook
Twitter
E-mail

Copyright © Tecnolegis - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.