ACESSE GRATUITAMENTE + DE 450.000 QUESTÕES DE CONCURSOS!

Informações da Prova Questões por Disciplina Downloads Tribunal de Justiça - São Paulo - Escrevente Técnico Judiciário - Vunesp - 2014 - Prova Objetiva - Tipo 4

1 -

Leia a charge.

Charge - Utopias

A lacuna na fala da personagem deve ser preenchida, corretamente, com:

a)

em cujo

b)

aonde

c)

em que

d)

que

e)

ao qual

Cotas Raciais

As cotas raciais deram certo porque seus beneficiados são, sim, competentes. Merecem, sim, frequentar uma universidade pública e de qualidade. No vestibular, que é o princípio de tudo, os cotistas estão só um pouco atrás. Segundo dados do Sistema de Seleção Unificada, a nota de corte para os candidatos convencionais a vagas de medicina nas federais foi de 787,56 pontos. Para os cotistas, foi de 761,67 pontos. A diferença entre eles, portanto, ficou próxima de 3%. IstoÉ entrevistou educadores e todos disseram que essa distância é mais do que razoável. Na verdade, é quase nada. Se em uma disciplina tão concorrida quanto medicina um coeficiente de apenas 3% separa os privilegiados, que estudaram em colégios privados, dos negros e pobres, que frequentaram escolas públicas, então é justo supor que a diferença mínima pode, perfeitamente, ser igualada ou superada no decorrer dos cursos. Depende só da disposição do aluno. Na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), uma das mais conceituadas do País, os resultados do último vestibular surpreenderam. “A maior diferença entre as notas de ingresso de cotistas e não cotistas foi observada no curso de economia”, diz Ângela Rocha, pró-reitora da UFRJ. “Mesmo assim, essa distância foi de 11%, o que, estatisticamente, não é significativo”.

(www.istoe.com.br)

 

2 -

Leia o texto para responder à(s) questão(ões) seguinte(s).

As informações iniciais do texto permitem inferir que pessoas contrárias ao sistema de cotas nas universidades públicas acreditam que

a)

os cursos menos concorridos podem ser extintos por falta de candidatos.

b)

os alunos beneficiados têm pouca qualificação para frequentar os cursos.

c)

os resultados dos cotistas podem ser superiores aos dos demais estudantes.

d)

os cursos, em geral, são beneficiados com alunos de perfis diferenciados.

e)

o desempenho dos alunos beneficiados é similar ao de outros estudantes.

3 -

Leia o texto para responder à(s) questão(ões) seguinte(s).

De acordo com o autor, o desempenho dos estudantes cotistas

a)

ratifica a ideia de que as cotas lograram êxito no sistema educacional brasileiro.

b)

reforça a ideia de que os cursos mais concorridos são difíceis de acompanhar.

c)

sugere que a avaliação atual é menos democrática e mais difícil que no passado.

d)

revela a necessidade de que seja feita uma ampla revisão no sistema de cotas.

e)

sinaliza diferenças expressivas nas universidades públicas brasileiras.

4 -

Leia o texto para responder à(s) questão(ões) seguinte(s).

Considerando-se o contexto, na oração –– ... que estudaram em colégios privados ... ––, o termo em destaque opõe-se à ideia de

a)

confidenciais.

b)

coletivos.

c)

restritos.

d)

governamentais.

e)

particulares.

5 -

Leia o texto para responder à(s) questão(ões) seguinte(s).

Para responder à questão seguinte, considere a passagem – A diferença entre eles, portanto, ficou próxima de 3%.

O pronome eles tem como referente

a)

candidatos convencionais e cotistas.

b)

beneficiados.

c)

dados do Sistema de Seleção Unificada.

d)

dados do Sistema de Seleção Unificada e pontos.

e)

pontos.

6 -

Leia o texto para responder à(s) questão(ões) seguinte(s).

Para responder a questão, considere a passagem –– A diferença entre eles, portanto, ficou próxima de 3%.

A conjunção portanto expressa ideia de

a)

comparação.

b)

explicação.

c)

adição.

d)

condição.

e)

conclusão.

7 -

Leia o texto para responder à(s) questão(ões) seguinte(s).

Assinale a alternativa em que a vírgula foi empregada para separar oração introduzida por pronome relativo, a exemplo do que ocorre em: ...um coeficiente de apenas 3% separa os privilegiados, que estudaram em colégios privados...

a)

Ela estava pensando em que lugar estaria, que dia seria, que pessoas eram aquelas ao seu redor.

b)

Ficou encantada com a história, acabara de ler o livro, que já tinha sido traduzido para o inglês.

c)

Ele observou o local, sabia, com certeza, que ali já estivera em outra ocasião, mas quando?

d)

Era possível, àquela altura da vida, que todos os seus maiores desejos se realizassem enfim.

e)

Estou vendo essa tempestade se formar, entre, que aqui estaremos bem mais protegidos dela.

8 -

Leia o texto para responder à(s) questão(ões) seguinte(s).

Os dados do Sistema de Seleção Unificada comprovam que a diferença de percentual entre os candidatos à medicina egressos tanto de escolas particulares quanto de escola públicas foi quase _____________ , pois eles tiveram desempenho _______________.

Em conformidade com a norma-padrão da língua portuguesa, as lacunas devem ser preenchidas, respectivamente, com:

a)

nula ...… bastantes semelhantes

b)

nulo ...… bastante semelhante

c)

nula ...… bastante semelhante

d)

nula ...… bastante semelhantes

e)

nulo ...… bastante semelhantes

Um pé de milho

Aconteceu que no meu quintal, em um monte de terra trazido pelo jardineiro, nasceu alguma coisa que podia ser um pé de capim – mas descobri que era um pé de milho. Transplantei-o para o exíguo canteiro na frente da casa. Secaram as pequenas folhas, pensei que fosse morrer. Mas ele reagiu. Quando estava do tamanho de um palmo, veio um amigo e declarou desdenhosamente que na verdade aquilo era capim. Quando estava com dois palmos veio outro amigo e afirmou que era cana.

Sou um ignorante, um pobre homem da cidade. Mas eu tinha razão. Ele cresceu, está com dois metros, lança as suas folhas além do muro – e é um esplêndido pé de milho. Já viu o leitor um pé de milho? Eu nunca tinha visto. Tinha visto centenas de milharais – mas é diferente. Um pé de milho sozinho, em um canteiro, espremido, junto do portão, numa esquina de rua – não é um número numa lavoura, é um ser vivo e independente. Suas raízes roxas se agarram ao chão e suas folhas longas e verdes nunca estão imóveis.

Anteontem aconteceu o que era inevitável, mas que nos encantou como se fosse inesperado: meu pé de milho pendoou. Há muitas flores belas no mundo, e a flor do meu pé de milho não será a mais linda. Mas aquele pendão firme, vertical, beijado pelo vento do mar, veio enriquecer nosso canteirinho vulgar com uma força e uma alegria que fazem bem. É alguma coisa de vivo que se afirma com ímpeto e certeza. Meu pé de milho é um belo gesto da terra. E eu não sou mais um medíocre homem que vive atrás de uma chata máquina de escrever: sou um rico lavrador da Rua Júlio de Castilhos.

(Rubem Braga. 200 crônicas escolhidas, 2001. Adaptado)

9 -

Leia o texto para responder à(s) questão(ões) seguinte(s)

Para o narrador, o surgimento de um pé de milho em seu quintal

a)

obrigou-o a acabar com o jardim.

b)

era interessante, mas não dava orgulho.

c)

criou desavenças entre ele e seus amigos.

d)

interessou mais ao jardineiro que a ele.

e)

representou algo inusitado que o cativou.

10 -

Leia o texto para responder à(s) questão(ões) seguinte(s)

Na oração do primeiro parágrafo –– Transplantei-o para o exíguo canteiro na frente da casa. ––, o termo em destaque significa

a)

contíguo.

b)

adequado.

c)

primoroso.

d)

pequeno.

e)

notável.

« anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 próxima »

Marcadores

Marcador Verde Favorita
Marcador Azul Dúvida
Marcador Amarelo Acompanhar
Marcador Vermelho Polêmica
Marcador Laranja  Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
⇑ TOPO
Salvar Texto Selecionado

CONECTE-SE

Facebook
Twitter
E-mail

Copyright © Tecnolegis - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.