ACESSE GRATUITAMENTE + DE 290.000 QUESTÕES DE CONCURSOS!

Informações da Prova Questões por Disciplina Downloads Enem - Exame Nacional do Ensino Médio - Vestibular - Prova 1 - Ciências Humanas e da Natureza e suas Tecnologias - ENEM - INEP - MEC - 2016 - 1.º dia - (Q 1 a 90) - Amarela

1 -

Hoje, a indústria cultural assumiu a herança civilizatória da democracia de pioneiros e empresários, que tampouco desenvolvera uma fineza de sentido para os desvios espirituais. Todos são livres para dançar e para se divertir, do mesmo modo que, desde a neutralização histórica da religião, são livres para entrar em qualquer uma das inúmeras seitas. Mas a liberdade de escolha da ideologia, que reflete sempre a coerção econômica, revela-se em todos os setores como a liberdade de escolher o que é sempre a mesma coisa.

ADORNO, T; HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

A liberdade de escolha na civilização ocidental, de acordo com a análise do texto, é um(a)

a)

legado social.

b)

patrimônio político.

c)

produto da moralidade.

d)

conquista da humanidade.

e)

ilusão da contemporaneidade.

2 -

Parceria Transpacífica

Dentro das atuais redes produtivas, o referido bloco apresenta composição estratégica por se tratar de um conjunto de países com

a)

elevado padrão social.

b)

sistema monetário integrado.

c)

alto desenvolvimento tecnológico.

d)

identidades culturais semelhantes.

e)

vantagens locacionais complementares.

Resolução da Equipe Tecnolegis:

O aluno precisaria saber o que se entende por vantagem locacional, que é vantagem competitiva definida por um determinado local em relação a outro para instalação de uma indústria. É razoável ponderar que ao se decidir instalar uma indústria - além, por óbvio, do próprio segmento escolhido (ex. mineração, automotiva, têxtil e etc.) - será necessário considerar ínúmeros outros fatores de competitividade, como por exemplo: a) disponibilidade de mão de obra qualificada; b) condições fiscais favoráveis; c) infraestrutura energética; d) logística de transporte favorável; e) disponibilidade de insumos (matérias-primas); f) potencial mercado consumidor e; g) existência de pólos tecnológicos próximos , além de empresas e redes de serviços afins.

Observa-se claramente no mapa disponibilizado que os países integrantes da denominada "Parceria Transpacífica" têm localização estratégica para que vantajosas relações de natureza diversa possam ser estabelecidas entre os mesmos, destacando que as diferenças entre os Estados indicados apontam para uma relação de complementaridade.

3 -

Sentimos que toda satisfação de nossos desejos advinda do mundo assemelha-se à esmola que mantém hoje o mendigo vivo, porém prolonga amanhã a sua fome. A resignação, ao contrário, assemelha-se à fortuna herdada: livra o herdeiro para sempre de todas as preocupações.

SCHOPENHAUER, A. Aforismo para a sabedoria da vida. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

O trecho destaca uma ideia remanescente de uma tradição filosófica ocidental, segundo a qual a felicidade se mostra indissociavelmente ligada à

a)

consagração de relacionamentos afetivos.

b)

administração da independência interior.

Resolução da Equipe Tecnolegis:

O texto faz uma clara e inequívoca alusão a uma condição interior de independência do mundo exterior. O termo "resignação", no contexto em que utilizado, assume o significado de aceitação da realidade estabelecida para o momento, sem nutrir expectativas ou desejos que seriam alimentados pela ansiedade e pela ambição, responsáveis pelas preocupações e, por conseguinte, pelo sofrimento cotidiano.

c)

fugacidade do conhecimento empírico.

d)

liberdade de expressão religiosa.

e)

busca de prazeres efêmeros.

4 -

Batizado por Tancredo Neves de “"Nova República"”, o período que marca o reencontro do Brasil com os governos civis e a democracia ainda não completou seu quinto ano e já viveu dias de grande comoção. Começou com a tragédia de Tancredo, seguiu pela euforia do Plano Cruzado, conheceu as depressões da inflação e das ameaças da hiperinflação e desembocou na movimentação que antecede as primeiras eleições diretas para presidente em 29 anos.

O álbum dos presidentes: a história vista pelo JB. Jornal do Brasil, 15 nov. 1989.

O período descrito apresenta continuidades e rupturas em relação à conjuntura histórica anterior. Uma dessas continuidades consistiu na

a)

representação do legislativo com a fórmula do bipartidarismo.

b)

detenção de lideranças populares por crimes de subversão.

c)

presença de políticos com trajetórias no regime autoritário.

d)

prorrogação das restrições advindas dos atos institucionais.

e)

estabilidade da economia com o congelamento anual de preços.

5 -

Os moradores de Andalsnes, na Noruega, poderiam se dar ao luxo de morar perto do trabalho nos dias úteis e de se refugiar na calmaria do bosque aos fins de semana. E sem sair da mesma casa. Bastaria achar uma vaga para estacionar o imóvel antes de curtir o novo endereço.

Disponível em: http://casavogue.globo.com. Acesso em: 3 out. 2015 (adaptado).

Uma vez implementada, essa proposta afetaria a dinâmica do espaço urbano por reduzir a intensidade do seguinte processo:

Resolução da Equipe Tecnolegis:

O texto apresentado para análise retrata uma situação em que o trabalhador não precisaria se deslocar diariamente no fluxo casa - trabalho -> trabalho - casa, não raro percorrendo longas distâncias diaariamente, o que caracteriza o denominado movimento pendular.

Destaque-se que as distâncias percorridas pelos trabalhadores serão maiores, tanto quanto maiores forem os aglomerados urbanos envolvidos no processo.

a)

Êxodo rural.

b)

Movimento pendular.

c)

Migração de retorno.

d)

Deslocamento sazonal.

e)

Ocupação de áreas centrais.

6 -

O Rio de Janeiro tem projeção imediata no próprio estado e no Espírito Santo, em parcela do sul do estado da Bahia, e na Zona da Mata, em Minas Gerais, onde tem influência dividida com Belo Horizonte. Compõem a rede urbana do Rio de Janeiro, entre outras cidades: Vitória, Juiz de Fora, Cachoeiro de Itapemirim, Campos dos Goytacazes, Volta Redonda - Barra Mansa, Teixeira de Freitas, Angra dos Reis e Teresópolis.

Disponível em: http://ibge.gov.br. Acesso em: 9 jul. 2015 (adaptado).

O conceito que expressa a relação entre o espaço apresentado e a cidade do Rio de Janeiro é:

Resolução da Equipe Tecnolegis:

Referindo-se ao Rio de Janeiro, o texto faz alusão literal aos termos "projeção" e "influência", permitindo inferir, em primeira leitura, tratar-se de uma relação de polarização (atração e/ou repulsão) com as demais áreas geográficas mencionadas. O termo "região polarizada" - que corresponde exatamente à relação entre o espaço apresentado e a cidade do Rio de Janeiro - traz implícito o conceito de existência de um pólo que pode ser traduzido, na questão em análise, como um centro de influência que determina, em certa medida, a forma de organização do espaço sob o qual se projeta. 

a)

Frente pioneira.

b)

Zona de transição.

c)

Região polarizada.

d)

Área de conurbação.

e)

Periferia metropolitana.

7 -

TEXTO I

TEXTO II

A eleição dos novos bens, ou melhor, de novas formas de se conceber a condição do patrimônio cultural nacional, nacional, também permite que diferentes grupos sociais, utilizando as leis do Estado e o apoio de especialistas, revejam as imagens e alegorias do seu passado, do que querem guardar e definir como próprio e identitário.

ABREU, M.; SOIHET, R.; GONTIJO, R. (Org.). Cultura política e leituras do passado: historiografia e ensino de história.

O texto chama a atenção para a importância da proteção de bens que, como aquele apresentado na imagem, se identificam como:

a)

Artefatos sagrados.

b)

Heranças materiais.

c)

Objetos arqueológicos.

d)

Peças comercializáveis.

e)

Conhecimentos tradicionais.

8 -

No início de maio de 2014, a instalação da plataforma petrolífera de perfuração HYSY-981 nas águas contestadas do Mar da China Meridional suscitou especulações sobre as motivações chinesas. Na avaliação de diversos observadores ocidentais, Pequim pretendeu, com esse gesto, demonstrar que pode impor seu controle e dissuadir outros países de seguir com suas reivindicações de direito de exploração dessas águas, como é o caso do Vietnã e das Filipinas.

KLARE, M.T. A guerra pelo petróleo se joga no mar. Le Monde Diplomatique Brasil, abr. 2015.

A ação da China em relação à situação descrita no texto evidencia um conflito que tem como foco o(a):

a)

Distribuição das zonas econômicas especiais.

b)

Monopólio das inovações tecnológicas extrativas.

c)

Dinamização da atividade comercial.

d)

Jurisdição da soberania territorial.

e)

Embargo da produção industrial.

9 -

A Operação Condor está diretamente vinculada às experiências históricas das ditaduras civil-militares que se disseminaram pelo Cone Sul entre as décadas de 1960 e 1980. Depois do Brasil (e do Paraguai de Stroessner), foi a vez da Argentina (1966), Bolívia (1966 e 1971), Uruguai e Chile (1973) e Argentina (novamente, em 1976). Em todos os casos se instalaram ditaduras civil-militares (em menor ou maior medida) com base na Doutrina de Segurança Nacional e tendo como principais características um anticomunismo militante, a identificação do inimigo interno, a imposição do papel político das Forças Armadas e a definição de fronteiras ideológicas.

PADRÓS, E. S. et al. Ditadura de Segurança Nacional no Rio Grande do Sul (1964-1985): história e memória. Porto Alegre: Corag, 2009 (adaptado).

Levando-se em conta o contexto em que foi criada, a referida operação tinha como objetivo coordenar a

a)

modificação de limites territoriais.

b)

sobrevivência de oficiais exilados.

c)

interferência de potências mundiais.

d)

repressão de ativistas oposicionistas.

e)

implantação de governos nacionalistas.

10 -

A regulação das relações de trabalho compõe uma estrutura complexa, em que cada elemento se ajusta aos demais. A Justiça do Trabalho é apenas uma das peças dessa vasta engrenagem. A presença de representantes classistas na composição dos órgãos da Justiça do Trabalho é também resultante da montagem dessa regulação. O poder normativo também reflete essa característica. Instituída pela Constituição de 1934, a Justiça do Trabalho só vicejou no ambiente político do Estado Novo instaurado em 1937.

ROMITA, A. S. Justiça do Trabalho: produto do Estado Novo. In: PANDOLFI, D. (Org.). Repensando o Estado Novo. Rio de Janeiro: Editora FGV, 1999.

A criação da referida instituição estatal na conjuntura histórica abordada teve por objetivo

a)

legitimar os protestos fabris.

b)

ordenar os conflitos laborais.

c)

oficializar os sindicatos plurais.

d)

assegurar os princípios liberais.

e)

unificar os salários profissionais.

« anterior 1 2 próxima »

Marcadores

Marcador Verde Favorita
Marcador Azul Dúvida
Marcador Amarelo Acompanhar
Marcador Vermelho Polêmica
Marcador Laranja  Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
⇑ TOPO
Salvar Texto Selecionado

CONECTE-SE

Facebook
Twitter
E-mail

Copyright © Tecnolegis - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.