ACESSE GRATUITAMENTE + DE 290.000 QUESTÕES DE CONCURSOS!

Informações da Prova Questões por Disciplina Downloads Secretaria de Estado da Administração - Pernambuco - Julgador Administrativo Tributário do Tesouro Estadual - Direito - FCC - Fundação Carlos Chagas - 2015 - Prova Objetiva - Tipo 001

Texto I

Para responder à questão seguinte, considere o texto que segue, extraído de obra publicada em 1993.

1                             A evolução das relações internacionais desde o
                    fim da Segunda Guerra Mundial foi largamente coman-
                    dada pela emancipação dos povos colonizados e pela
                    constituição de um terceiro mundo, que decidiu perma-
5                   necer neutro no enfrentamento dos dois blocos. Um dos
                    fenômenos mais importantes da história contemporânea
                    é, precisamente, a entrada, no palco das relações inter-
                    nacionais, na condição dos países que se tornam atores
                    da diplomacia, dos que, por tanto tempo, nele só figura-
10                  ram como objeto. O universo político deixa de reduzir-se
                    ao concerto das grandes potências, a saber, quatro ou
                    cinco grandes Estados europeus, mais os Estados Uni-
                    dos e o Japão. O número dos Estados multiplicou-se: é
                    um aspecto e uma decorrência da descolonização. A
15                  ONU conta hoje 135 Estados, ao passo que a SDN nun-
                    ca reuniu mais de cinquenta.
                              A descolonização modificou, ao mesmo tempo, o
                    estado das relações entre os continentes, a vida das an-
                    tigas colônias que chegam à independência e até, por
20                  via de consequência, a existência das antigas potên-
                    cias colonizadoras. Todos os aspectos até agora enfo-
                    cados são transformados pelas repercussões da desco-
                    lonização.
                              Se quiséssemos reduzir a história política do mun-
25                  do nos dois últimos séculos a alguns elementos consti-
                    tutivos, teríamos de assinalar a Revolução de 1789, a
                    revolução russa de 1917 e a emancipação dos conti-
                    nentes sujeitos, há vários séculos, ao domínio da Euro-
                    pa e do homem branco. Foi a sucessão desses três
30                  grandes fatos que modelou a fisionomia do mundo con-
                    temporâneo: nosso universo resulta essencialmente
                    dessas três forças sucessivas.
                              Para apreciar o alcance da descolonização, cum-
                    pre situá-la na perspectiva histórica a longo prazo do
35                  esforço colonizador europeu. Na véspera da Primeira
                    Guerra Mundial, o mundo era quase totalmente do
                    minado, animado e organizado pela Europa. Pouquís-
                    simos países haviam escapado a esse domínio: o Japão
                    era um deles. Os outros que se encontravam na mesma
40                  situação deviam-no ao seu afastamento ou isolamento
                    e, com mais frequência, haviam pago sua indepen
                    dência com a estagnação: assim a Etiópia na África.

(RÉMOND, René. A descolonização. In: O século XX: de 1914 aos nossos

dias. Trad. Octavio Mendes Cajado. São Paulo: Cultrix, p.165-166)

Obs.: SDN: Sociedade das Nações, também conhecida como Liga das Nações, foi criada no final da I Guerra Mundial, empenhada em manter a paz internacional. Fracassado seu objetivo, extinguiu-se, passando, em 1946, as res ponsabilidades à recém-criada Organização das Nações Unidas, a ONU.

1 -

O texto legitima a seguinte assertiva:

a)

A Segunda Guerra Mundial gerou evolução social, política, econômica e principalmente geográfica que culminou com a libertação dos povos dura e historicamente submetidos à colonização europeia e americana.

b)

A neutralidade que países recém-libertados da colo- nização assumiram frente às potências que se defrontavam na Segunda Guerra Mundial é, de modo subliminar, rebaixada pelo autor.

c)

O número reduzido de potências que eram os principais agentes da Segunda Guerra Mundial foi abalado quando os Estados Unidos e o Japão passaram a integrar o universo político internacional.

d)

A progressiva transformação nas condições em que se davam as relações internacionais até o fim da Segunda Guerra Mundial muito se deu pela inserção ativa de países, antes passivos, na diplomacia.

e)

O sistema político, por ocasião da Segunda Guerra Mundial, reduzia-se a países desenvolvidos, que, ainda que poucos, adquiriam força pelo consenso que os caracterizava acerca de crises internacionais.

2 -

Análise da coesão textual evidencia que a alternativa em que estão corretamente indicados, em I, o segmento que reporta a outro do texto e, em II, o segmento reportado, é:

a)

I. (linha 4) que; II. (linhas 3 e 4) a constituição de um terceiro mundo.

b)

I. (linha 5) o enfrentamento dos dois blocos; II. (linha 2) a Segunda Guerra Mundial.

c)

I. (linhas 11 a 13) quatro ou cinco grandes Estados europeus, mais os Estados Unidos e o Japão; II. (linha 11) o concerto das grandes potências.

d)

I. (linhas 8 e 9) a condição dos países que se tornam atores da diplomacia; II. (linha 7) a entrada.

e)

I. (linha 30) que; II. (linhas 29 e 30) esses três grandes fatos.

3 -

Afirma-se com correção:

a)

(linhas 14 a 16) Em A ONU conta hoje 135 Estados, ao passo que a SDN nunca reuniu mais de cinquenta, a substituição da locução ao passo que por "na medida em que" não prejudica o sentido original.

b)

(linhas 10 a 13) Em O universo político deixa de reduzir-se ao concerto das grandes potências, a saber, quatro ou cinco grandes Estados europeus, mais os Estados Unidos e o Japão, o segmento destacado introduz correção do conteúdo do enunciado anterior.

c)

(linhas 13 e 14) Em O número dos Estados multiplicou-se: é um aspecto e uma decorrência da descolonização, ocorrem prosseguimento do texto por justaposição; presença dos dois-pontos marcando ausência do sequenciador; elipse de sujeito.

d)

(linhas 17 a 21) Em A descolonização modificou, ao mesmo tempo, o estado das relações entre os continentes, a vida das antigas colônias que chegam à independência e até, por via de consequência, a existência das antigas potências colonizadoras, o posicionamento da expressão ao mesmo tempo na frase denota que a simultaneidade é extensiva a todas as modificações citadas.

e)

(linhas 17 a 21) Em A descolonização modificou [...] o estado das relações entre os continentes, a vida das antigas colônias que chegam à independência e até, por via de consequência, a existência das antigas potências colonizadoras, a palavra destacada, equivalente a "também", acrescenta unidade de igual valor no conjunto argumentativo.

4 -

A evolução das relações internacionais desde o fim da Segunda Guerra Mundial foi largamente comandada pela emancipação dos povos colonizados e pela constituição de um terceiro mundo, que decidiu permanecer neutro no enfrentamento dos dois blocos. Um dos fenômenos mais importantes da história contemporânea é, precisamente, a entrada, no palco das relações internacionais, na condição dos países que se tornam atores da diplomacia, dos que, por tanto tempo, nele só figuraram como objeto.

Sobre o que se tem acima, é correto afirmar:

a)

Transpondo a frase inicial para a voz ativa, obtém-se a forma verbal "comandou".

b)

Em decidiu permanecer, o verbo que indica permanência de estado sinaliza a presença, na frase, de uma ideia não explícita.

c)

Considerado o respeito às fronteiras sintático-semânticas, a colocação de uma vírgula depois da palavra Mundial mantém a correção da frase.

d)

A substituição de por tanto tempo por "há muito" não altera qualquer traço de sentido presente na formulação original.

e)

A palavra só, equivalendo a "mesmo" ou "próprio", constitui reforço demonstrativo da referência feita pelo pronome, tal como se nota em "Mário, o chef dos chefs, ele só fará o bolo de casamento".

5 -

Se quiséssemos reduzir a história política do mundo nos dois últimos séculos a alguns elementos constitutivos, teríamos de assinalar a Revolução de 1789, a revolução russa de 1917 e a emancipação dos continentes sujeitos, há vários séculos, ao domínio da Europa e do homem branco.

Em cada alternativa, certa forma encontrada na frase transcrita acima está associada a uma alteração. Levando em conta o contexto e a norma-padrão escrita, está adequado o seguinte comentário sobre a alteração proposta:

a)

Se quiséssemos / Caso queiramos: a transformação mantém a correção e o sentido originais.

b)

a alguns elementos constitutivos / às poucas partes constitutivas: a transformação mantém a correção original e não acrescenta qualquer traço de sentido ao original.

c)

teríamos de assinalar / assinalaríamos: a transformação não implica perda de qualquer traço de sentido original.

d)

há vários séculos / daqui há vários séculos: observada a formulação exclusivamente do ponto de vista gramatical, sem vínculo de sentido, portanto, com o contexto original, a alteração está correta.

e)

há vários séculos / em muitos séculos precedentes: a transformação mantém a correção ortográfica e o sentido originais.

6 -

Para apreciar o alcance da descolonização, cumpre situála na perspectiva histórica a longo prazo do esforço colonizador europeu. Na véspera da Primeira Guerra Mundial, o mundo era quase totalmente dominado, animado e organizado pela Europa. Pouquíssimos países haviam escapado a esse domínio: o Japão era um deles.

Análise correta do acima transcrito justifica a seguinte observação:

a)

A oração reduzida inicial corresponde à oração desenvolvida "Apreciando o alcance da descolonização".

b)

O emprego do pronome em situá-la constitui deslize, pois o tema do período é o alcance da descolonização.

c)

A sequência presente em o mundo era quase totalmente dominado, animado e organizado pela Europa compõe escala ascendente.

d)

Em o mundo era quase totalmente dominado, animado e organizado pela Europa, o primeiro advérbio constitui modulação da ideia expressa pelo segundo.

e)

A locução verbal haviam escapado equivale semanticamente à forma verbal "escaparam".

7 -

Na véspera da Primeira Guerra Mundial, o mundo era quase totalmente dominado, animado e organizado pela Europa. Pouquíssimos países haviam escapado a esse domínio: o Japão era um deles. Os outros que se encontravam na mesma situação deviam-no ao seu afastamento ou isolamento e, com mais frequência, haviam pago sua independência com a estagnação: assim a Etiópia na África.

Compreende-se corretamente do que se tem acima, considerado em seu contexto:

a)

A expressão na mesma situação remete à mesma conjuntura dos países que eram dominados pela Europa.

b)

Explicação plausível para o emprego do pronome em deviam-no é considerá-lo como remetendo a "o fato", expressão não explícita na frase, mas facilmente recuperada na situação discursiva.

c)

A conjunção ou enlaça unidades coordenadas exprimindo a total equivalência delas, do ponto de vista semântico, motivo pelo qual constituem reiteração que busca produzir realce.

d)

A retirada da primeira vírgula em e, com mais frequência, mantém a correção da frase.

e)

Redação alternativa ao trecho destacado, igualmente correta, poderia ser "teriam pago sua independência com a estagnação, a exemplo do que se deu com a Etiópia, na África".

8 -

Considere os períodos A e B e as assertivas que seguem a eles.

A. Eles se esforçaram bastante, mas não conseguiram atingir a meta proposta para o setor.

B. Eles se esforçaram bastante, ainda que não tenham conseguido atingir a meta proposta para o setor.

I. Tanto em A, quanto em B, os enunciados que compõem o período relacionam-se por contraposição, motivo pelo qual os conectores mas e Ainda que pertencem à mesma categoria, a das conjunções adversativas.

II. Em A, o primeiro segmento do período cria a expectativa de que o esforço foi recompensado; o segundo, introduzido pela conjunção mas, constitui eliminação da expectativa criada no primeiro.

III. Em B, o segmento introduzido pela locução conjuntiva constitui argumento contrário, mas não suficientemente forte para desmentir o argumento anterior.

IV. No período em que aparece a conjunção mas, prevalece a orientação argumentativa do segmento que ela introduz; no período em que aparece a locução ainda que, prevalece a orientação argumentativa do segmento que ela não introduz.

Está correto o que se afirma APENAS em

a)

II, III e IV.

b)

I, II e III.

c)

I e IV.

d)

II e III.

e)

II e IV.

9 -

A alternativa que apresenta frase clara e linguagem adequada, segundo os preceitos da gramática normativa, é:

a)

A jovem escritora, cujo primeiro romance não se sabe porque foi tão exaltado pela crítica, concedeu entrevista no mesmo hotel onde conheceu e se apaixonou pelo grande incentivador de seu trabalho, poeta de renome internacional.

b)

Na comemoração de 2014, a presença maciça dos formandos de dez anos atrás e a alegria contagiante que marcou os reencontros fez lembrar que amigos de tempos de escola suscitam memórias que tornam a todos felizes.

c)

A especialista em comportamento animal advertiu: é necessário evitar a coleira em filhotes dessa específica e pouco conhecida raça, em especial nas fêmeas, pois elas as machucam muito quando as caminhadas tornam-se excessivas.

d)

No dia em que foi dispensado, vagou horas a fio em profundo pesar, até que viu passar um buldogue numa moto com o dono todo paramentado; perante a isso, não pode deixar de sorrir e lembrar que a vida é sempre surpreendente.

e)

Nas adjacências do fórum, estudantes de direito digladiavam-se para conseguir uma senha, sem a qual não poderiam assistir aos trabalhos do tribunal do júri; se pessoas mais sensatas não tivessem intervindo, o tumulto teria se exacerbado.

10 -

Está clara e adequada, segundo a norma-padrão escrita, a seguinte redação:

a)

As dificuldades por que passou na carreira e a lisura de sua vida profissional não só o recomendam para que medeie os dois últimos debates, como também favorecem que o representante das mídias estrangeiras lhe reconheça as indiscutíveis competência e discrição.

b)

Sobre o fato de antigos funcionários, depois de tanto tempo, acusá-lo publicamente de malversação do dinheiro público, ele se negou a falar, alegando cansaço e clamando pelo direito de só se manifestar sob a proteção da lei.

c)

Há trinta anos não aconteceu nada no bairro que demonstre o interesse do poder público pelas legítimas queixas dos cidadãos e sua ação no sentido de dirimir ou minimizar os desconfortos a que estão submetidos cotidianamente.

d)

Se elas reouvessem logo os documentos extraviados, muitas dúvidas do advogado se desvaneceriam, e, principalmente, as providências legais para garantir a solução do litígio a favor delas poderia tornar-se possível.

e)

Estava convicto de que os percalços da sua vida de artista é que, em última instância, lhe indisporam com alguns colegas e diretores, mas acreditava que dessas dificuldades advieram também o crescimento profissional e a perda da arrogância.

« anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 próxima »

Marcadores

Marcador Verde Favorita
Marcador Azul Dúvida
Marcador Amarelo Acompanhar
Marcador Vermelho Polêmica
Marcador Laranja  Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
⇑ TOPO
Salvar Texto Selecionado

CONECTE-SE

Facebook
Twitter
E-mail

Copyright © Tecnolegis - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.